Ir para o Topo

Procurando algo?

7 de julho de 2021

Companhias incentivam a capacitação de mulheres na área de tecnologia

Iniciativas promovem a participação feminina no setor de TI, através de programas e parcerias

Por Amanda Nonato

Com o crescimento do mercado de tecnologia da informação e sub-representação feminina, empresas globais criam ações para garantir diversidade de gênero para as equipes. Levantamento realizado pela startup de consultoria, GeekHunter, referência no recrutamento desses profissionais, mostrou que o total de vagas abertas no setor de tecnologia teve um aumento de 310%, em 2020. De acordo com os dados do Banco Mundial, aproximadamente 420 mil novas vagas de emprego vão ser criadas até 2024.

Uma das motivações foi a pandemia, que causou instabilidade para diversos setores da economia, mas por outro lado, fez com que empresas buscassem acelerar os processos de transformação digital, aumentando, assim, a demanda por esses profissionais da tecnologia.

No entanto, apesar de muitas vagas, poucas são ocupadas por figuras femininas. Uma pesquisa da Woman in Tech, do Reino Unido, mostra que apenas um em cada seis especialistas em tecnologia no país são mulheres e uma em cada dez está em cargos de liderança. Já no Brasil, um outro dado da PNAD, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, aponta que só 20% dos profissionais representam a participação de mulheres.

PROJETOS QUE INCENTIVAM

Uma parceria entre a Softtek, uma das maiores empresas latino-americana de TI do mundo, com a Ser Mulher em Tech, um projeto que incentiva mulheres a enxergar a tecnologia como uma opção carreira é um exemplo de esforço em prol de garantir mais diversidade para o setor.

O resultado dessa união é o apoio da Softtek na 2ª edição do Programa de Mentoria do projeto, para trabalhar junto a lideranças de TI de diferentes empresas brasileiras, mentorando as que quiserem começar a carreira na tecnologia. Essas mulheres vão ser direcionadas para formações e vagas nas corporações envolvidas na iniciativa.

“Hoje o nosso quadro de colaboradores na Softtek Brasil é formado por 27% de mulheres. Queremos aumentar cada vez mais esse número, e sabemos que essa ação irá habilitar esse crescimento. Além disso, com a parceria, pretendemos aumentar a presença de mulheres em nossa liderança, que hoje representa 30%. Além de promover um ambiente mais diverso, vejo que a liderança feminina traz para as instituições uma visão mais ampla e completa”, comentou Ana Dividino, vice-presidente de negócios na Softtek, em entrevista para TI Inside.

A Sofftek também firmou parceria com a Cummins, corporação que projeta, fabrica, distribui e realiza serviços relacionados a motores a diesel e geração de energia, com a proposta de desenvolver talentos e estimular a formação de jovens na área de tecnologia.

Essa ação atende também os jovens, que têm interesses em TI, formados pelo programa FORMARE da Cummins, para serem acolhidos em um processo de formação e desenvolvimento de habilidades na Softtek.

“A educação é um dos principais focos de atuação dentro dos trabalhos sociais desenvolvidos pela Cummins. Acreditamos que quanto mais incentivos em educação, maior será o progresso para toda a sociedade. Expandir as nossas ações com a parceria da Softtek é unir forças para prosperar ainda mais o futuro destes jovens”, afirma Soraia Senhorini Franco, gerente da área de Responsabilidade Corporativa da Cummins.

PARA TODAS ELAS

Foto: divulgação PrograMaria

A Intel, multinacional de tecnologia, também trabalha, desde 2017, em ações e eventos, para motivar a presença feminina no mercado de TI, através das iniciativas de parceria, como a PrograMaria e TransEmpregos, como aliada. Essa união visa pautar o debate da inclusão de pessoas trans, travestis e negras na área. A expectativa é que cada vez mais essas profissionais possam experimentar esse universo, que está crescendo, além de oferecer um suporte para consigam investir em suas carreiras.

No último ano, a empresa promoveu a terceira edição do PrograMaria encontros, que foi realizado no mês de março, em celebração ao Dia Internacional da Mulher. O tema escolhido foi “Minha Carreira na Tecnologia” e teve o objetivo mostrar que as mulheres podem ocupar o cargo que quiserem. Já em maio, foi realizado o Sprint PrograMaria Inteligência Artificial para Devs, que contou com cinco módulos com conteúdo online e gratuito.

Foto: divulgação PrograMaria

MULHERES NA LIDERANÇA

Para construir ambientes corporativos mais diversos, a Webmotors vem desenvolvendo ações, há mais de um ano, para promover maior participação feminina em posições de liderança.

Em parceria com o Instituto Geração Soul, surgiu o Programa de Liderança Feminina voltada para mulheres que já são líderes e para as líderes em potenciais. Para as atuais gestoras, o conteúdo soma 54 horas, com temas de influência e desenvolvimento de equipes, já para as colaboradoras que desejam ser líderes, o programa conta com 15 horas duração e trata temas como autoconfiança e inclusão. “Nosso objetivo é apoiar o desenvolvimento de mulheres para elas alcançarem posições de liderança na empresa. Nesse contexto, inclusive, estabelecemos a meta de ter, pelo menos, 40% da liderança feminina até o final desse ano”, afirma Cibele Carvalho Diniz, Head de RH da Webmotors.