Ir para o Topo

Procurando algo?

6 de outubro de 2021

Saúde mental dos funcionários se torna prioridade nas empresas

Conheça iniciativas brasileiras que buscam apoiar psicologicamente os colaboradores e seus dependentes

Por Amanda Nonato

Transtornos mentais como depressão, estresse e ansiedade já representam a terceira maior causa de afastamento do ambiente de trabalho, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). O Brasil lidera o ranking de pessoas ansiosas no mundo, tendo 18,6 milhões até junho de 2019, representando 9,3% da população. Esse número aumentou 26% durante a pandemia.

“No ambiente de trabalho, as pessoas podem estar sujeitas a uma série de riscos: químicos, físicos, ergonômicos, biológicos e psicossociais. Para que esses fatores sejam eliminados ou controlados, é importante fazer uma gestão baseada no compromisso da empresa para entender como esses riscos se manifestam, além de oferecer um ambiente de qualidade, que preserve a saúde física e psicológica do colaborador”, afirma a especialista em saúde e segurança do trabalhador, Maria Jefres.

De olho na saúde mental

Muitas empresas brasileiras já estão realizando ações para reverter essa situação, não somente no mês de setembro – período de campanha contra o suicídio e cuidado com a saúde mental. Essa demanda também parte dos funcionários, como aconteceu na fintech de compra online, Koin. Através de uma pesquisa interna, para entender as necessidades dos colabores, a sugestão foi dada por muitos: terapia.

Pixabay

A empresa fechou parceria com o convênio médico e realizou uma palestra sobre o tema “Explicamos para que serve, por que as pessoas fazem e abordamos como a terapia leva ao autoconhecimento, que ajuda a evoluir pessoal e profissionalmente”, afirma Carolina Mattos, gerente de RH da Koin. Desde então, os funcionários têm sessões de terapia, duas vezes por semana em uma sala adaptada durante o expediente e sem custo ou desconto no banco de horas.

A afiliada Globo do Sul do Estado do Rio de Janeiro, TV Rio Sul, também iniciou um projeto como este, junto com a Unimed Resende. A ação tem objetivo de conscientizar e apoiar a saúde do colaborador, de forma física e mental, através de palestras com profissionais da área. A iniciativa também conta com assistência psicológica a que queira solicitar.

“Participei do acolhimento junto aos profissionais disponíveis, que me deixaram extremamente confortável. Consegui me abrir, contar o que eu sinto em vários setores da minha vida e ter um encaminhamento para a análise contínua de um especialista”, disse Matheus Gomes, auxiliar de Marketing da emissora.

Plataforma de apoio psicológico para empresas

No mundo, ainda de acordo com a OMS, mais de 300 milhões de pessoas sofrem com depressão e 260 milhões com transtornos de ansiedade. Algumas estimativas afirmam que esses distúrbios custam até US$ 1 trilhão de perda de produtividade ao ano.

Já existem empresas especializadas em atendimento psicológico para outras organizações. A plataforma brasileira Vittude é um exemplo delas, sendo referência no país em psicologia online e educação emocional. A healthtech funciona com serviço desde o diagnóstico até a capacitação da liderança, para construir ambientes acolhedores psicologicamente.

O programa disponibilizado pela empresa conta com profissionais especializados na área, para as sessões de terapia, e painéis e discussões com esses especialistas nas empresas. Entre as temáticas abordadas estão inteligência emocional, resiliência, ansiedade, depressão, saúde mental, entre outros.

Tatiana Pimenta, fundadora e CEO da Vittude, acredita que investir nos cuidados psicológicos do colaborador possibilita o aumento da produtividade das equipes, impactando positivamente no ambiente.

“Atualmente, cerca de 32% dos colaboradores apresentam sinais evidentes de burnout e a tendência é que este percentual aumente em decorrência da pandemia. Pensando nisso, nós disponibilizamos um dashboard com relatórios em tempo real com informações de utilização, percentual de engajamento e nuvem de palavras com os temas mais buscados durante o agendamento. Tudo para que a gestão dos colaboradores seja feita com os melhores recursos disponíveis”.

Desde o início da pandemia, mais de 80 companhias se tornaram parceiras dos programas corporativos da Vittude, resultando em um crescimento de mais de 540% em receita bruta, sendo a maior parte oriunda de serviços empresarias.

Pixabay

Parceria que acolhe

Pensar no bem-estar dos funcionários, em um período que grande parte das empresas começaram a atuar em home office, foi a estratégia que fez Resultados Digitais ter uma boa performance em um momento que está difícil para o mercado. Além de não precisar fazer grandes cortes, voltou a contratar funcionários e teve 30% de aumentos dos clientes.

De acordo com a vice-presidente de receita da RD, Juliana Tubino, a empresa já se esforçava para desenvolver essa área internamente e afirma que esse investimento foi de extrema importância para a gestão de crise. “Sabemos que, na crise, o medo é mais intenso, as pessoas ficam mais sensíveis, tudo é amplificado”, disse.

Cerca de 25% de pessoas do quadro de funcionários da Resultados Digitais se inscreveram no programa. O diretor da área de talentos da RD, Anderson Nielson, contou que a iniciativa rendeu diversos relatos mostrando impacto positivo.

“Tem sido crescente o número de pessoas que já buscam a consultoria de bem-estar e psicólogos na plataforma de forma preventiva, como um cuidado com sua saúde emocional e mental da mesma forma que muitos fazem com alimentação e exercícios físicos“.

Outra parceria que resultou em uma boa adesão foi com o Grupo Boticário. A partir de maio de 2020, os 20 mil funcionários e dependentes passaram a buscar, com mais frequência, consultas online, após a empresa custear sessões de terapia por mês, de forma integral.

“Saúde mental já representa a segunda maior causa de afastamento do trabalho e esse sempre foi o tema mais complexo dentro da área de saúde do Grupo Boticário, principalmente, por ser algo com tanto estigma e preconceito. Mas entendemos que é nosso papel estarmos presentes na vida dos nossos colaboradores não só oferecendo a eles os benefícios comuns, mas também apoio para que cuidem da saúde mental”, destacou a Gerente de Saúde Integral do Grupo Boticário, Suelen Morais.